Programa de Formação de Consultores

PFC-aberturaEm um futuro próximo, todos os líderes deverão atuar como líderes facilitadores ou consultores internos. Empresas reconhecidas por seu nível de excelência cultural e de gestão apresentam como traço comum a utilização dessa abordagem, o que configura uma tendência evolutiva do mundo empresarial.

O pressuposto para as organizações sobreviverem, crescerem e se desenvolverem num ambiente de constante mudança é contar com líderes de competência mais social do que técnica, de forma a levarem as pessoas, individualmente ou em grupo, a tornarem-se “donas do próprio destino”, automotivadas, conscientes de seus anseios e identificadas com os objetivos das organizações a que pertencem.

Diante desse paradigma, torna-se emergente e necessária a utilização de ferramentas mais existenciais do que técnicas e de conceitos que integrem em uma visão inovadora as individualidades humanas e as organizações – estas últimas vistas como entidades coletivas e vivas.

Nesse contexto, a atuação do líder como consultor ou facilitador interno é fundamental para que as empresas aprendam a autossustentar seus processos de mudança a partir de seus próprios talentos internos, sem depender de permanentes intervenções externas. O objetivo é envolver e passar a contar com o apoio da comunidade interna, uma vez que os caminhos começam a ser construídos junto às pessoas que vão não só percorrê-los como também sustentá-los.

O objetivo básico deste programa intensivo é qualificar profissionais para o apoio e a condução de processos de mudança ou quaisquer outros que tenham como pressupostos o trabalho em equipe, o foco no cliente e novos paradigmas de gestão, calcados numa visão integrada do ser humano e de empresa. Para isso, propomos um programa modular, com as seguintes finalidades:

  • apresentar aos participantes um mapa conceitual integrado das dinâmicas individuais, de grupos e de organizações, tendo como “pano de fundo” os processos de transformação empresarial;
  • desenvolver nos participantes as competências exteriores e as capacidades interiores para diagnosticar e apoiar processos de mudança organizacional;
  • habilitar os participantes a desenvolverem e operacionalizarem instrumentos e abordagens para planejar, conduzir e/ou apoiar processos de mudanças organizacionais;
  • propiciar um ambiente rico de troca de experiências entre participantes de diferentes empresas, de forma a potencializar o processo de aprendizado conceitual e prático; e
  • indicar ao participante um caminho de autodesenvolvimento, no qual a excelência pessoal (física, psíquica e espiritual), a qualidade de vida (no trabalho e na família) e o autoconhecimento sejam a base da qualidade profissional para os processos de intervenção nas entidades-clientes.

Com o intuito de dar ao programa características de um processo de desenvolvimento integrado, propomos um conjunto de cinco módulos, de três dias e meio cada (30 horas por módulo), em regime residencial e com um intervalo aproximado de dois meses entre eles.